fbpx

Acist São Leopoldo e Sicredi Pioneira RS: uma parceria em prol do desenvolvimento da comunidade

A aproximação com as principais entidades de classe e lideranças empresariais nos 21 municípios que abrangem sua área de ação reforça um dos diferenciais de relacionamento da Sicredi Pioneira RS, que, trabalhando em conjunto, pelo bem comum e das comunidades, faz dela uma instituição engajada com o desenvolvimento social e econômico. Essa postura reflete na valorização do comércio local, na geração de renda e emprego.

“A cooperativa percebe nas entidades uma forte parceria na execução de seu propósito de construir comunidades melhores. Associações, como a Acist São Leopoldo, têm objetivos muito similares aos nossos, liderando ações em favor da melhoria do ambiente de negócios e de causas importantes para as comunidades”, salienta o diretor-executivo, Solon Stapassola Stahl, ao destacar o papel de representatividade da Acist no meio empresarial de São Leopoldo. “Temos o máximo interesse em manter e ampliar nossa relação de parceria com a entidade e, juntos, ajudar a construir uma São Leopoldo melhor para todos”, acrescenta.

Esse relacionamento, aliás, traça o conceito de atendimento da cooperativa de crédito, não se limitando apenas à condição de um banco que disponibiliza soluções financeiras, mas oportuniza experiências, especialmente aos associados, e quer impactar positivamente a vida das pessoas, por meio das comunidades as quais pertencem. O próprio layout de suas agências foi revisto e concebido a partir de espaços inovadores, que colocam o cooperado no centro das atenções, convidando-os a conviver neles, não só para concretizar negócios – esses podem ser feitos pelos canais digitais. Porém, oferecendo estrutura física e tecnologia para que ele possa trabalhar nas agências, se assim desejar ou precisar.

Uma proposta para incentivar que a comunidade enxergue a agência como um hub social do município onde a Sicredi Pioneira RS está presente. E São Leopoldo é um deles, com três unidades reinauguradas e totalmente repaginadas (Unisinos, Centro e Scharlau), no período de agosto a dezembro de 2020. Nesses espaços, o associado assume o protagonismo na relação de negócios e diante das suas preferências, podendo escolher como deseja ser atendido pela equipe de colaboradores. “Isso desperta confiança e evidencia a maneira da cooperativa se relacionar, respeitando todos os estilos de públicos”, resume Solon. São relações de parceria que extrapolam o caráter econômico, mas também permeiam o campo social e exigem visão sistêmica e comprometida sobre o bem-estar das pessoas e das comunidades.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas suas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin

deixe seu comentário