fbpx

CONSEPRO: O braço da sociedade em favor da Segurança Pública

A Segurança Pública tem sido preocupação da sociedade civil há décadas. É um tema que adquiriu extrema visibilidade nos últimos anos, por conta do aumento de ocorrências, acompanhadas praticamente ao vivo pela redes sociais. A elevação dos custos do Estado nas mais diversas áreas causou a redução de investimentos em recursos humanos e de infraestrutura nas instituições oficiais e fez com que centenas de pessoas, entre empresários, profissionais liberais, professores, advogados e demais pessoas, arregaçassem as mangas e partissem para a busca de soluções.

CONSEPROS – Conselhos Comunitários Pró-Segurança Pública

– O que são?

Entidades privadas sem fins lucrativos existentes em praticamente todas as cidades do Rio Grande do Sul, eles têm a função de colaborar com a segurança pública do município onde está instalado. Na prática, estes Conselhos são formados por empresários e representantes de entidades e em muitas situações, além de cobrar, colaborar e fiscalizar, acabam sendo responsáveis por grande parte do aparelhamento das polícias civil, militar, do Corpo de Bombeiros, entre outras.

Em São Leopoldo, o CONSEPRO tem uma longa história de voluntariado e contribuição, e está intimamente ligado à ACIST-SL. Foi na entidade que ele foi fundado, em 1984, durante a gestão do empresário Celso Erny Kraemer. Desde então, tem associados na sua diretoria, todos com profunda vontade de contribuir para a mudança. As reuniões acontecem na sede da entidade, que também destaca parte da equipe para questões administrativas, contribuindo assim, de maneira direta para a Segurança Pública da cidade.

– De onde vêm os recursos?

Por ser uma entidade não governamental, o CONSEPRO recebe recursos doados por munícipes, empresários, comerciantes, bancos, de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) do Poder Judiciário, e de repasses da Prefeitura Municipal, firmados por meio de termos de fomento. Todos os recursos arrecadados são devolvidos à comunidade na forma de materiais, equipamentos ou serviços, demandados principalmente pela Brigada Militar e pela Polícia Civil.

“Sabemos que a Segurança Pública é uma responsabilidade do Estado, mas com a atuação do CONSEPRO, agilizamos os serviços prestados pelos órgãos de segurança. Por se tratar de uma entidade local, com estrutura enxuta e agilidade burocrática, os processos de aquisição são mais eficientes”, relata o presidente do CONSEPRO na gestão 2019/2020, Davi Dalcin.

– O que o CONSEPRO já fez?

São muitos os exemplos. Um deles é de 2005. Por meio de um convênio entre prefeitura e CONSEPRO, foi viabilizada a implantação de uma estrutura para a Brigada Militar combater a violência e criminalidade na região do Morro do Paula, através da presença de seu efetivo, devidamente aparelhado. Ao CONSEPRO, cabia aplicar os recursos de acordo com as metas estabelecidas e colaborar com o planejamento das ações de combate à violência na região.

Mais recentemente, em 2019, o CONSEPRO entregou, por meio de doação, para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de São Leopoldo, um terminal de autoatendimento que disponibilizará o site da Delegacia Online. Sua aquisição evidenciou a importância dos apoiadores que colaboram com o CONSEPRO e permitem ajudar mais a polícia local e a comunidade. Para a compra do “totem”, que conta com um computador e uma impressora acoplados, foram investidos R$ 8,2 mil oriundos de doações feitas ao Conselho.

O CONSEPRO também teve destaca atuação para a conclusão de importantes obras para a cidade, como a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) e o novo prédio da Brigada Militar. A destinação de recursos diversos para as melhorias necessárias e o apoio institucional do Conselho foram mencionados pelas autoridades responsáveis.

– Como são feitas as doações?

Visando a estimular a sociedade a conhecer o órgão e também contribuir financeiramente com o que pudesse, o CONSEPRO criou o website www.conseprosaoleopoldo.com.br.

“É um canal transparente, onde aparecem os recursos recebidos e a sua destinação. É a forma encontrada de, democraticamente, solicitar o apoio de todos para solucionar um problema de todos, que é a Segurança Pública”, destaca Dalcin.

Fique ligado no site da ACIST-SL e nos acompanhe também nas redes sociais. Até a próxima!

Redação: Imprensa ACIST-SL | SENHA Comunicação Integrada.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas suas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin

deixe seu comentário